sábado, 15 de janeiro de 2011

Amanhã será um abismo, ou será um belo dia?

Algumas pessoas podem ser tão cruéis que se divertem ao ver a desgraça alheia. E não falo somente de alguns eventos ruins como ver alguém cair ou perder o emprego. Existem pessoas que gostam de ver outras sofrendo fisicamente até a morte.
Algumas pessoas podem ser tão boas que muitas vezes se esquecem que fazer o bem nem sempre compensa e pode até ser prejudicial a si mesmo.
Algumas pessoas acreditam fielmente naquilo que elas acham que é certo e são capazes de quase tudo nesta crença, até de matar ou morrer e ainda assim se considerarem justas e de bom senso.
Algumas pessoas fazem o mal sem olhar a quem sem se importar que aquela pessoa tem o mesmo direito de viver e que tem muitas outras pessoas que fazem parte da vida dela e que sentiram bastante a sua perda.
Alguns desses tipos de pessoas fazem parte do anime que se chama Monster. Terminei hoje de ver o 12º episódio e vim escrever, com receio, sobre este anime.

Sinopse:
O anime é centrado na vida de um médico brilhante que é um cirurgião-chefe em um hospital na Alemanha. Inicialmente é mostrado que os humanos são capazes de colocar interesses financeiros e políticos em prioridade frente à vida humana. E em seguida leva a crer que nem sempre fazer o bem é a melhor opção e pode destruir muitas outras vidas, inclusive a quem faz o bem. Então este médico, o Dr. Tenma, se depara em uma situação entre salvar a vida do prefeito da cidade ou a de uma criança que havia chagado bem antes ao hospital. Seguindo seus princípios ele resolve fazer a cirurgia deste garoto e o prefeito termina por falecer. Nove anos mais tarde, o sucedido Dr. Tenma descobre que o garoto que salvara havia se tornado um assassino em série. Sentindo-se responsável, por ter salvado a vida de um futuro assassino, ele parte em uma jornada em busca de informações sobre esta pessoa, o Johann, para detê-lo. Não bastando ter abandonado tudo para cumprir esse objetivo, ele ainda passa a ser o suspeito principal dos assassinatos planejados ou cometidos por Johann.




Não acredito que algum médico rico e acomodado em sua vidinha confortável abandone tudo para ir atrás de um assassino. Chega até ser chato ver esse fato, até porque não tem nada a ver o Tenma fugir da polícia sem ser culpado e ainda por cima se envolver com criminosos e em cenas de crimes cometidos pelo Johann.


Johann é uma pessoa de uma mente incrível, tanto em relação à inteligência quanto à maldade. Ele simplesmente não se importa com a vida alheia e se diverte em vê-los morrendo.

“Eu atirei um pouco de óleo na fogueira”
“Ódio nasce quando as pessoas se juntam. Eu só joguei um pouco de óleo noisso”
“Um garoto de apenas dez anos conseguiu fazer com que cinqüenta pessoas se matassem sem levantar um único dedo.”
Johann é uma “obra prima”
“Humanos se odeiam e matam uns aos outros”
E qual o objetivo de Johann? Ser a ultima pessoa viva no fim do mundo.



O autor de Monster não se limita a mostrar apenas o que Johann é capaz de fazer e sim ao que diversas pessoas podem fazer para satisfazer seus próprios interesses, sendo que tirar a vida de alguém é algo banal ou até necessário. Existem pessoas cruéis em todos os lugares, cruzamos por elas todos os dias ou até elas podem morar no mesmo lugar que você. Qualquer um é capaz de matar alguém ou tirar a própria vida. À vezes até matar é um mal necessário. Preferiria morrer a ter que matar alguém para salvar minha vida.
Johann é um exemplo de que muitas pessoas neste mundo já são ruim de natureza; não precisam estar em um ambiente familiar ou social desajustado para terem atos de crueldade. Ainda assim, é bem verdade que quase tudo o que somos quando adultos depende bastante de tudo aquilo que passamos quando crianças. Eu observei muito bem isso na minha vida, na vida da minha irmã e na vida das "crianças" do meu trabalho.

Amanhã será um abismo, ou será um belo dia?

Eu passei a pensar menos no amanha. Pensar no futuro é tão triste e dá até medo. Eu não estou só nesse medo e nessa tristeza. Posso até servir de ajuda para tem tais sentimentos. Não penso muito no abismo nem no belo dia. Apenas vou vivendo e tentando superar cada obstáculo e cada erro. Tenho tanto o que aprender.

Quero acreditar que existem boas pessoas e capazes de fazer a diferença na vida de outras de forma bastante benéfica. 
Não quero mais achar ruim ver o sol nascer. 
Quero conhecer mais pessoas como aquelas; quero que elas façam parte da minha vida. 
Quero ter controle maior sobre aquilo que sou e faço. 
Quero ser o melhor e ter o melhor. 
Quero continuar a ser admirado. 
Quero sempre ter uma boa concepção do que é certo e errado. 
Quero ser perdoado pela ignorância. 
Quero perder todo o peso. 


Vi, então, levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres, dez diademas; e nas suas cabeças, nomes blasfematórios. A Fera que eu vi era semelhante a uma pantera: os pés como os de urso e as faces como as de leão. Deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e a sua autoridade. Uma das suas cabeças estava como que ferida de morte, mas essa ferida de morte fora curada. E todos, pasmados de admiração, seguiram a Fera e prostaram-se diante do Dragão, porque dera o seu prestígio à Fera, e prostaram-se igualmente diante da Fera, dizendo: “Quem é semelhante Fera e quem poderá lutar com ela?”

Será mesmo necessário eu me tornar comum para conseguir sobreviver neste mundo. Não, eu não vou fazer isso. Vou ser do jeito que sou e tentar viver da melhor forma possível. Não quero ser igual a ninguém. Não preciso me tornar "fera" para conseguir derrotá-la; ou não terei outra opção. 



3 comentários:

alexsandro disse...

O futuro é um mistério...
O passado é uma história...
E o presente é uma Dádiva,
Por isso se chama Presente...

Viva o Hoje...
Você Deve Apreciar a vida.
Receba com um sorriso o q a vida te Deu,Viva o Hoje,Ame Hoje...
Pois o Futuro è incerto,como o número de Estrelas no Céu...

Anônimo disse...

leggere l'intero blog, pretty good

Gustavo disse...

"Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos."

Nunca perca o seu jeito de ser, pois é ele que o torna insubstituível e único, apenas se aperfeiçoei com as lições que a vida nos ensina.
Forte Abraço meu amigo!
Te adoro...